Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conta-me Histórias

' O Homem é sempre um contador de histórias. Vê tudo o que lhe acontece através delas. E, ele tenta viver a sua vida, como se estivesse contando uma. ' (Jean-Paul Sartre)

Conta-me Histórias

' O Homem é sempre um contador de histórias. Vê tudo o que lhe acontece através delas. E, ele tenta viver a sua vida, como se estivesse contando uma. ' (Jean-Paul Sartre)

Estava morta e não sabia

Há, fora do tempo, 

outro tempo que nos fazia; 

no território das horas inatingíveis,

à boleia do navegar de um veleiro

p'lo tecido azul da tarde.

 

À proa da névoa, em manto branco envolto,

o alongar do deserto fez-se certo em meu peito.

E p'la sombra prolongada,

morria a lua dilacerada, à noite na baía.

Não podia, porém, saber que era meu o cadáver

que ali sorria,

com a memória da lembrança adiada,

dos sonhos que ainda trazia.

 

Hoje, trago a roupa cansada 

da solidão deste quarto.

E os sapatos, de sola ausente, gritam

elevando-se ao silêncio das letras 

que à meia-noite me confortam, 

sempre que me vem à boca a saudade dos beijos que já não dei...

no seu travo a licor amargo

de um amor que não se cumpriu.

 

Heresia ou eco de um destino breve,

que cedo e agreste,

a bordo de um veleiro anónimo partiu.

 

 

 

4 comentários

Comentar post